Decoração – Sala e cozinha integradas

Independente da metragem do imóvel, integrar ambientes é uma das melhores opções para deixar os cômodos sempre organizados e com amplitude.

Aproveitando ao máximo os espaços disponíveis de maneira eficiente, moderna, diversa, aconchegante e funcional.

A integração entre cozinha e sala é umas das tendências mais utilizadas em apartamentos para garantir versatilidade e equilíbrio. Hoje, este estilo de acomodação é o mais procurado por 85% dos consumidores, por trazer criar ambientes comuns com uma dinâmica simples, prática e interativa, uma vez que um ou mais cômodos estão agora unidos.

A assimilação entre cozinhas e sala é uma excelente opção para quem gosta de ambientes com estilo moderno e utilitário. Mas, para isso é preciso saber planejar esse ambiente com cuidado escolhendo os móveis, iluminação, cores, piso, balcão e até mesmo os eletrodomésticos  mais adequados para o seu estilo e necessidades diárias.

A bancada

O balcão é o ponto central na maioria dos projetos quando se trata de unir sala e cozinha. A chamada “ilha” delimita a transição entre os espaços, podendo ter diversos tamanhos e tipos de materiais.

 Além do estético é essencial que o modelo funcione também com a extensão do espaço da cozinha, levando em conta a quantidade de pessoas que irão utilizar, para quais atividades e o espaço de circulação necessário para máximo conforto.  

Portanto, a bancada surge como um elemento multifuncional, seja um espaço para refeições e coquetéis, seja para cozinhar ou um local onde as pessoas se interagir entre sim e com o preparo dos alimentos. 

Sala e cozinha

Optar por fazer sua cozinha e sala conjugadas oferece a possibilidade de integrar dois dos ambientes mais utilizados no dia a dia. Cozinhar deixou de ser uma tarefa doméstica obrigatória e se tornou algo casual, divertido e compartilhado por todos, como consequência a meia parede (ou sua não presença) permite a integração e interação, conferindo aos dois ambientes novas funções.

É importante que o ambiente seja agradável, bonito e bem funcional, a presença da meia parede , por exemplo, permite manter os espaços fechados ou interligados, ao seu gosto, evitar que o cheiro da preparação de refeições vaze para outros ambientes e ainda serve como transição decorativa entre os espaços. Uma forma de valorizar a sala é promover a cozinha como área social.

A decoração

Eletrodomésticos, revestimentos, armários, bancadas, cores, mesas e decorações devem ser bem planejados, tendo em mente  praticidade, custo-benefício, durabilidade e, claro, estética.

Delimitar a transição entre os espaços é importante, mesmo que a decoração escolhida seja um tema contínuo. Os estilos aplicados em cada espaço podem seguir a mesma linha ou comunicarem-se entre si harmonicamente, mesmo com decorações distintas nos dois ambientes, assim fica até mais fácil dividi-los. 

A escolha da iluminação e dos pisos também são fatores cruciais, contribuindo com a sensação de amplitude do ambiente e deixando o visual na medida certa dentro do que você deseja. 

Invista em uma boa iluminação para deixar o local mais amplo e lembre-se de que a luz natural é sempre uma opção gratuita e bonita. A iluminação artificial também é um ótimo instrumento se usada de forma setorizada, ou seja, pensadas espacialmente e separadamentes para a área da sala e  para a cozinha, mesmo que estejam integradas,  distribuindo melhor a luz pelos ambientes. 

Para aumentar a ideia de integração entre os espaços, o piso é um fator que ajuda nessa missão. Usar materiais parecidos propaga uma sensação de continuidade e grandeza. 

Vale lembrar que móveis planejados são sempre uma boa pedida para ambientes conjuntos e que seguindo esses quatro pontos básicos a sua casa fica do seu jeito e com muito estilo: 

1.Cor para dividir ou para maximizar seu ambiente 

2. Delimitar o espaço para cada ambiente

3. Invista nos objetos de “separação”

4. Crie barreiras sem precisar quebrar construir uma parede

Gostou? Vem para Portomar que a gente tem o imóvel perfeito para você!